Hidráulica

Como ocorre a instalação hidráulica?

Você sabia que mais de 70% dos problemas pós-construção são decorrentes de erros na instalação hidráulica? Para economizar dinheiro e evitar dores de cabeça é essencial conhecer mais sobre o assunto.

O projeto hidráulico de uma construção consiste no mapeamento de todos os tubos que vão compor a rede de água e esgoto do local. Com um desenho consistente, a etapa de instalação hidráulica se inicia na sequência.

Essa etapa é responsável por apenas 3% dos custos de toda a obra, porém é o maior motivo de gastos após a finalização do projeto. Os custos em refazer o sistema hidráulico sempre são maiores do que um investimento inteligente no projeto inicial.

Quer se prevenir de todos os problemas que uma instalação hidráulica mal realizada pode causar? Então continue conosco nessa leitura fundamental sobre o assunto, onde você vai aprender a definição do serviço, suas principais etapas e uma maneira inteligente de realizá-lo.

O que é instalação hidráulica?

A instalação hidráulica é o sistema de abastecimento, escoamento e distribuição de água. Sua aplicação se dá em praticamente qualquer ambiente fechado.

Todo o trabalho na elaboração de uma instalação hidráulica se inicia no projeto arquitetônico. O projeto arquitetônico define onde ficarão e quais serão os usos dos pontos de água.

Na instalação hidráulica residencial por exemplo, o projeto arquitetônico vai definir onde ficaram os chuveiros, pias, ralos, máquina de lavar e outros componentes que demandam o abastecimento e água ou trabalham no seu escoamento.

No geral, o projeto arquitetônico que precede a instalação hidráulica serve como orientação para o trabalho técnico que será realizado no projeto complementar.

O projeto complementar é a visão de um especialista em instalação hidráulica sobre o desenho realizado anteriormente. Nesse projeto, serão definidos o modo de instalação da tubulação, seus componentes e demais partes do sistema hidráulico.

Enquanto o projeto arquitetônico define a localização do chuveiro e máquina de lavar por exemplo, na parte complementar é onde a visão do especialista permite o funcionamento de tudo isso sem vazamentos e demais problemas.

Infelizmente a maioria das residências não possui um projeto complementar dentro da instalação hidráulica. O resultado são sistemas hidráulicos mal elaborados, que frequentemente dão problemas e chegam à marca de 70% de toda a dor de cabeça que um pós-obra pode causar.

Justamente pela falta do projeto complementar, que é muito mais comum acontecerem problemas na hidráulica residencial do que em prédios comerciais ou grandes empresas.

A dica para economizar dinheiro, tempo e preservar os seus bens é a contratação de uma equipe profissional na instalação hidráulica, onde todo o suporte técnico necessário para um bom resultado será devidamente oferecido. Clique aqui e entre em contato com a Bilcom, empresa referência no mercado.

Confira os tipos de instalações hidráulicas

Instalações hidráulicas de água quente

A rede de água quente, como o próprio nome sugere, é a responsável por fornecer água quente em toda a construção. Água aquecida em pias e chuveiros só é possível com o planejamento correto da rede de água quente.

O problema mais comum e que pode reservar uma grande dor de cabeça em projetos mal elaborados são os ramais da rede em contato com o piso das lajes. A pressão gerada pelo transporte de água quente e sua subsequente dilatação térmica é capaz de causar rachas, avarias e até mesmo infiltrações nas estruturas das lajes.

Colocando na ponta do lápis, o barato sai caro na construção das instalações de água quente.

Uma inovação interessante nas instalações de água quente é a alimentação de energia por meio de placas solares. Com um investimento inicial considerável, essa tecnologia pode livrar você de gastos exorbitantes com energia elétrica.

Instalações hidráulicas de água fria

As instalações hidráulicas de água fria são as responsáveis por abastecer os pontos de uso (citados anteriormente) em toda a construção.

Sua composição consiste em tubulações, dispositivos, reservatórios e equipamentos auxiliares. Confira seus principais componentes:

Barrilete: Conjunto de tubulações que se originam no reservatório e levam água até as colunas de distribuição

Colunas de distribuição: Se iniciam a partir do barrilete e são responsáveis pela alimentação dos ramais.

Ramais: São abastecidos pelas colunas de distribuição e as disseminam pelos sub-ramais nos pavimentos.

Sub-Ramais: Tubulações que alimentam diretamente os componentes de utilização, como os chuveiros.

Rede de esgoto

A rede de esgoto é o conjunto de tubulações que transporta o esgoto para as devidas estações de tratamento, onde os poluentes são excluídos e o líquido retorna aos corpos hídricos.

Antes de chegar até as estações públicas de tratamento, a água suja deve passar por uma caixa de gordura. Problemas nessa etapa podem levar a entupimentos.

A sua instalação deve ser realizada sob o solo e de 6 em 6 meses uma limpeza completa é fundamental.

Rede de águas pluviais

A rede de águas pluviais corresponde a parte externa da instalação hidráulica, responsável pelo escoamento das águas pluviais, ou seja, a água das chuvas.

Os principais componentes desse sistema são as calhas, bocais de escoamento e tubos de coleta de água.

Por mais que a água da chuva não seja potável, a sua armazenagem permite o reuso em atividades que não envolvam o consumo humano, como a irrigação de um jardim por exemplo.

Vale ressaltar que a instalação hidráulica correta da rede de águas pluviais também evita problemas com a quebra de telhas e goteiras decorrentes de um escoamento incorreto da água da chuva.

Dicas para instalação hidráulica residencial

Como dito logo no começo do artigo, a instalação hidráulica residencial é o maior desafio de todo o segmento. Confira 5 dicas imperdíveis para ótimos resultados no sistema hidráulico dentro da sua casa.

1 – Invista em uma boa tubulação: Esse é o passo mais importante para qualquer instalação hidráulica residencial. Acredite, não existe milagre, a compra de tubos de qualidade inferior pelo único motivo de um preço atrativo vai gerar problemas no futuro.

Coloque na ponta do lápis os danos financeiros e perigos para a sua integridade física que o rompimento da tubulação poderia ocasionar. Por isso, nem pense em escolher tubos de baixa qualidade, priorize o custo-benefício.

2 – Boas torneiras fazem a diferença: As torneiras são as responsáveis pela passagem da água pela tubulação até o seu uso externo. Com uma função tão importante, qualquer defeito no seu fechamento pode ser um grande problema, refletindo diretamente na conta de água ao final do mês.

Escolha torneiras que sejam resistentes a pressão, duráveis contra a ação do tempo e de fácil manuseio. Boas torneiras são indispensáveis em uma instalação hidráulica residencial bem realizada.

3 – Sifão de metal é uma ótima escolha: O sifão é uma peça fundamental para as torneiras, responsável pelo escoamento da água. No mercado, tem sido comum a venda de sifões plásticos com baixa qualidade que em pouco tempo precisam ser trocados.

Em comparação, o sifão de metal proporciona muito mais resistência e eficiência no escoamento da água. Está na dúvida sobre qual sifão escolher para a sua instalação hidráulica residencial? Escolha o sifão de metal.

4 – Contrate um serviço profissional: A instalação hidráulica definitivamente não é um processo simples, envolvendo todo um profundo conhecimento sobre todos os possíveis problemas e soluções no transporte da água.

Por isso, evite profissionais desqualificados, apenas uma equipe preparada será capaz de proporcionar um resultado incrível, livre de dores de cabeça e despesas inesperadas. Quer o melhor serviço por um preço incrível? Então clique aqui e saiba mais.

5 – Exija o teste de todas as estruturas antes do fechamento das paredes: Antes de encerrar a instalação do sistema hidráulico dentro da sua residência, verifique o funcionamento de cada componente. Pequenos defeitos e anomalias podem revelar problemas muito mais profundos.

Caso tudo esteja funcionando perfeitamente, então o trabalho foi concluído com sucesso.

Este artigo foi útil para você? Então compartilhe-o nas suas redes sociais. Informações de qualidade como as apresentadas nesse texto devem ser repassadas para o maior número de pessoas possíveis.

Até a próxima leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *